logo imag
Imagens médicas pela vida
Saúde em Boas Mãos

Dores de costas costuma sentir?

14/12/2016 - 13:06 Por IMAG
Dores de costas costuma sentir?
Categorias :
icon comentarios 0 Comentários

Se sim, leia com atenção e fique a saber um pouco mais sobre as dores de costas, em especial as que se situam ao fundo das costas.
Sabemos que sentir dor não é agradável, mas as dores incómodas ao fundo das costas, podem ser bastante desconcertantes.
A dor lombar ou lombalgia é um dos maiores motivos de visita ao médico, ficando apenas atrás das constipações. Depois dos 60 anos, as visitas ao médico ficam mais frequentes e estima-se que 80% da população mundial apresentará sintomas da lombalgia durante sua vida.

Não existe ainda um fator conhecido que seja considerado o causador da dor lombar ou lombalgia mecânica, (postural ou inespecífica). 

Mas nem tudo são más noticias, a boa notícia é que na maioria das vezes a lombalgia desaparece sem tratamento médico, mas e quando isso não acontece? E quando a causa é um pouco mais complicada?

Vamos falar-lhe um pouco mais sobre a dor lombar.

A região lombar é a parte mais baixa da coluna, como fica perto da bacia muitas vezes as dores na região podem ser confundidas com dores abdominais ou pélvicas.

A lombalgia não é uma doença, é um tipo de dor que pode ter várias causas, podendo muitas vezes ser dividida em aguda e crónica, conforme a sua frequência.

A aguda acontece por lesão repentina como um estiramento muscular durante uma atividade física, caracteriza-se por uma dor forte que aparece depois do esforço.

A lombalgia crônica pode surgir em pessoas de todas idades, a dor pode ter diferentes intensidades, podendo ir de moderada a muito intensa, podendo nestes casos ter uma duração superior a três meses, podendo resultar em incapacidade física.

 

PRINCIPAIS CAUSAS DAS LOMBALGIAS

 

  • Postura Incorreta
  • Inflamação ou distensão muscular
  • Dor ciática
  • Degeneração discal
  • Síndrome do piriforme
  • Hérnia de disco
  • Síndrome dorsal miofascial

 

 

 

Lombalgia aguda

A lombalgia mais comum é a do tipo aguda, ou de curto prazo, isto porque normalmente dura alguns dias/semanas. Os episódios são por regra dolorosos mas resolvem-se em menos de 2 semanas, sem perda de funcionalidade.

A fonte das dores na coluna lombar agudas é mecânica (seja por alterações posturais degenerativas, ou contraturas musculares), o que quer dizer que há alterações na coluna lombar (tanto ao nível da coluna vertebral, ligamentos, músculos paraespinais, discos intervertebrais e nervos).

Surge após esforço físico ou traumas e a dor é por norma bastante forte. Normalmente acontece mais em pessoas jovens, após atividades físicas intensas, trabalhos extenuantes ou por má-postura.

 

Lombalgia crónica

A dor lombar crónica é definida como uma dor que persiste no mínimo durante 12 semanas, mesmo depois de ter sido tratada a lesão inicial ou a causa subjacente da dor lombar aguda.

Cerca de 20 % das pessoas que sofrem de dor lombar aguda acabarão por desenvolver dor lombar crónica, com sintomas persistentes.

Em alguns casos, o tratamento alivia a dor com sucesso, noutros a dor persiste apesar do tratamento.

A dor pode ir de moderada a intensa, e pode acontecer com frequência, podendo chegar uma fase em que é quase permanente. A dor crónica é mais comum em pessoas de mais idade. Alguns dos diagnósticos incluem lombalgia músculo-esquelética, dor lombar pela síndrome dolorosa miofascial, hérnia de discal, degeneração do disco, distensão muscular, estenose da medula espinal, compressão por fratura devido a osteoporose, e artrites (como por exemplo osteoartrose e artrite reumatoide ).

 

Homens e mulheres são igualmente afetadas por dor lombar.

Um estilo de vida sedentário pode predispor ao aparecimento deste tipo de dor, principalmente quando a pessoa é pouco ativa durante a semana e ao fim de semana a exagera no exercício físico. 

Comentários

Os comentários estão fechados

Arquivos
Tag Cloud