logo imag
Imagens médicas pela vida
Saúde em Boas Mãos

Como uma queda pode afetar a sua vida

20/07/2016 - 10:25 Por IMAG
Como uma queda pode afetar a sua vida
Categorias :
icon comentarios 8 Comentários

Poucas pessoas pensam sobre como uma queda poderia afetar a sua vida, mas um em cada três adultos com mais de 65 cai por cada ano, às vezes com consequências desastrosas.

Não tem mais de 65 anos? Há possibilidade de ter um ente querido nessa faixa etária que possa estar em risco. Saiba mais sobre quedas e em primeiro lugar como prevenir uma queda. Vamos fazer com que este ano seja mais seguro.

 

- As quedas são mais graves nos mais idosos

É incrível como as crianças são indestrutíveis quando estão a brincar. Por exemplo crianças com 5 anos de idade, podem cair de forma séria e rapidamente se levantarem e continuarem a brincar. À medida que envelhecemos, esta nossa capacidade diminui. Existem algumas razões para isso. Uma delas é que perdemos massa muscular à medida que envelhecemos. Os músculos que nos mantêm equilibrados já não são suficientemente fortes para contrariar um passo em falso.

 

A segunda razão é que os nossos ossos realmente começam a perder força à medida que envelhecemos. Os homens têm uma perda lenta e constante de osso, mas para as mulheres, o grande ponto de viragem é depois da menopausa. Os ossos mais fracos quebram mais facilmente com impactos como quedas graves, o que significa que pode acabar a partir ossos que normalmente não partiria quando era mais jovem, como a sua anca ou femur. Embora existam coisas que pode fazer para retardar a perda óssea, os seus ossos serão sempre mais fracos aos 70 do que eram aos 30, não importa o que faça.

 

- As quedas podem ser mortais 

O que poucas pessoas percebem é como as quedas podem ser mortais. Um dos ossos mais mortais é na zona da anca. Todos os anos, mais de 250.000 pessoas com mais de 65 partem algum destes ossos. Mais de um em cada cinco fora deste grupo morrem dentro de um ano depois desta fratura. Aqueles que sobrevivem perdem uma quantidade significativa da função. Embora a fratura possa ser incapacitante e fazer caminhadas e se torne um desafio, as estadias hospitalares durante o período de recuperação também podem levar à perda de massa muscular significativa e à fraqueza. Isso significa que é mais difícil de se mover e uma vez que teve uma queda, está em risco para mais quedas se alguma vez voltar a caminhar de forma independente.

 

-As quedas podem ser prevenidas

Felizmente, as quedas são na sua maioria evitáveis. Aqui estão algumas das maneiras para diminuir o risco de queda dentro e fora de casa.

 

  • Verifique se há perigos

riscos potenciais incluem tapetes, pequenos passos simples e fios ou cabos. Tente mover quaisquer tapetes ou cabos que atravessem a área onde anda. Coloque um pouco de fita brilhante e coloque em locais estratégicos, locais em que alguém pode não ver e tropeçar. Tente manter brinquedos, sapatos, ou quaisquer outros objetos fora do chão quando não estiver em uso.

 

  • Melhore a iluminação.

Substituir lâmpadas ou colocar mais lâmpadas pode não parecer uma forma de evitar quedas, mas a nossa visão diminui à medida que envelhecemos. Muitas vezes nós tropeçamos, porque não vemos algo que poderia ter sido visto se a iluminação fosse melhor. Pode atualizar a sua iluminação apenas através da compra de algumas lâmpadas de maior potência substituindo as antigas nos quartos e corredores comumente usados ​​e colocando lâmpadas extras em áreas mal iluminadas.

 

  • Verifique os seus olhos.

Os nossos olhos mudam à medida que envelhecem. Aqueles óculos que tinha aos 50 anos não poderão ser os mesmos aos 65. Se passou mais de um ano desde a última vez que foi ao oftalmologista, marque uma consulta para verificar a sua prescrição.

 

  • Verifique as suas prescrições.

Os medicamentos que funcionaram bem consigo quando era jovem, por vezes, podem causar problemas à medida que envelhecem, fazendo sentir-se sonolento ou um pouco sem equilíbrio. Verifique com o seu médico na próxima consulta toda e qualquer medicação que possa estar a coloca-lo em risco de quedas.

 

  • Fique atento à osteoporose.

 A osteoporose é uma doença óssea que envolve o enfraquecimento dos ossos. O seu médico pode fazer exames dar-lhe medicamentos para tentar evitar fraturas, se necessário. Aqueles que correm maior risco são as mulheres com mais de 50 anos, fumadores ou que fumaram no passado, com história familiar de osteoporose, e alcoólicos.

 

  • Vá ao ginásio.

Esta é uma medida de prevenção de dois-para-um. Fazendo exercícios de fortalecimento contribui para o equilíbrio, tornando-o menos propenso a cair se tropeçar. Estes exercícios também ajudam a prevenir a perda óssea que pode levar à osteoporose e fraturas ósseas fáceis, então vai ser menos propenso a fraturas se cair. Fale com o seu médico sobre o tipo de exercícios e quais são os melhores para reduzir o seu risco.

 

  • Use uma bengala ou andador e use-o.

Muitas pessoas em risco de quedas poderiam beneficiar do uso de uma bengala ou andador, que adiciona pontos extra de contato com o chão e ajuda na estabilidade. Muitas vezes, as pessoas não querem usá-los, porque sentem que estes dispositivos fazem-nos parecer mais velhos. A parte importante a lembrar é que a sua saúde tem precedência sobre qualquer problema de imagem. Vai desejar ter usado bengala quando estiver deitado no hospital com uma fratura na anca.

 

  • Fale com o seu médico.

O seu médico é a melhor pessoa para falar e pode aconselhá-lo sobre as diferentes maneiras para evitar quedas. Se tiver mais de 65 anos ou conhece alguém que tem, seja pró-ativo e leve-o ao médico.

 

Comece a fazer mudanças que poderão salvar a sua vida ou a vida de alguém que ama.

 

#IMAG #ImagensMédicasPelaVida

Comentários

Os comentários estão fechados

Arquivos
Tag Cloud